Polícia prende duas falsas médicas em Humaitá (AM)

Mulheres exerciam prática ilegal da medicina e vendiam medicamentos não autorizados

Polícia prende duas falsas médicas em Humaitá

DEAMAZÔNIA HUMAITÁ, AM – A Polícia Civil do Amazonas (PC-AM), por meio da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Humaitá (a 590 quilômetros de Manaus), prendeu em flagrante, na sexta-feira (13/10), Edileuza Maria de Oliveira Monteiro, 57, e Noeme de Oliveira da Silva, 48, por exercício ilegal da medicina e venda de medicamentos não autorizados.

 As prisões ocorreram na rua José Mota, bairro São Domingos Sávio, naquele município.

Segundo o delegado Torquato Mozer, titular da unidade policial, as mulheres se aproveitaram da movimentação na cidade, devido aos festejos locais, para atrair as vítimas e cometer os crimes.

“Recebemos denúncias anônimas sobre as práticas ilícitas e, de imediato, iniciamos as investigações e conseguimos localizá-las, dando voz de prisão a elas”, disse o delegado.

Procedimentos

Edileuza e Noeme responderão por exercício ilegal da medicina e venda de medicamentos não autorizados e ficarão à disposição da Justiça.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido Jonas Santos (92) 99229-8831