Comitê Intersetorial promove ajuda humanitária aos povos indígenas afetados pela seca

Fundação Estadual do Índio fará levantamento de comunidades prioritárias nas calhas do Alto Solimões e Alto Rio Negro 

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – Em reunião realizada neste sábado (21/10), o Comitê Intersetorial de Enfrentamento à Estiagem, alinhou o envio de ajuda humanitária para povos indígenas da Região Metropolitana de Manaus e nos municípios das calhas Alto Rio Negro e Alto Solimões, afetados pela seca dos rios.  

Participaram da reunião diretora-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), Tatyana Amorim, o diretor-técnico da Fundação Estadual do Índio (FEI), Joabe Leonan, e o diretor do comitê, coronel Máximo, que abordaram as demandas dos povos indígenas por água potável, alimentos e medicamentos.  

“A ajuda humanitária já tem beneficiado comunidades indígenas e a população geral afetada pela estiagem no interior do estado. A reunião de hoje teve o objetivo de alinhar esforços conjuntos e mais específicos para os povos indígenas”, explicou o secretário Coronel Máximo.

Nos municípios, a FEI realizará o levantamento das comunidades prioritárias e a distribuição dos alimentos aos indígenas.  

Foto: Mylena Matos / Defesa Civil
Foto: Mylena Matos / Defesa Civil

Ajuda Humanitária 

“Além dos esforços da Defesa Civil, a FEI tem feito a entrega de cestas básicas em Manaus, por meio de um programa contínuo que visa combater a insegurança alimentar das populações tradicionais urbanas e de bases no interior”, contou o diretor-técnico da FEI, Joabe Leonan.  

Balanço 

Até este o momento, o Governo do Estado já enviou aproximadamente 32 mil cestas básicas, o que resultou em mais de 400 toneladas de ajuda humanitária destinada à população do interior. 

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido Jonas Santos (92) 99229-8831