Justiça condena a prisão vereador de Manacapuru que se recusou a usar máscara em escola

Gerson D’Angelo foi condenado a dois anos de prisão por ameaça a diretor de escola e por infringir medidas sanitárias da covid-19

Gerson D'Angelo, vereador de Manacapuru (Foto: Divulgação)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – A Justiça de Manacapuru condenou o vereador Gerson D’Angelo (Republicanos) a dois anos de prisão, pelos crimes de  ameaça, desacato e infração de medida sanitária na pandemia da covid-19. O parlamentar é primo do prefeito Beto D’Ângelo.

A informação é do portal ACRÍTICA.

Em maio de 2021, o vereador invadiu uma escola municipal, durante o pico da pandemia de Covid-19. Na ocasião ele não usava máscara e se recusou a fazer uso do equipamento de proteção.  

Na ocasião, D’Angelo xingou e ameaçou o diretor da na Escola Municipal Zoraida Alexandre, Jackson Azevedo.

A sentença do juiz de direito substituto de Manacapuru, Marco Plazzi Palis, condena o vereador a mais de 2 anos em regime – inicialmente – aberto.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido Jonas Santos (92) 99229-8831