Depois de 50 dias, navios de carga chegam a Manaus para abastecer indústria

Mais dois navios com contêineres atracam no Porto do Chibatão até sexta-feira (24/11)

Foto: Bruno Leão/Sedecti

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Informação (Sedecti) anunciou, nesta quarta-feira (22/11), a chegada à capital do Amazonas de navios com mais de 400 contêineres, sendo 275 de longo curso, que trazem insumos para o Polo Industrial da Zona Franca de Manaus (ZFM) e também produtos para o comércio.

“A chegada destes navios é muito importante, pois ficamos mais de 50 dias, por conta da estiagem, sem receber navios. Isso tem um impacto muito grande na nossa economia local, no Polo Industrial de Manaus, mas com as dragagens que foram feitas pelo governo federal, a pedido do governo estadual, do Governo do Amazonas, e também com o período das chuvas, os navios voltaram a vir para Manaus”, diz o secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico da Sedecti, Gustavo Igrejas, que acompanhou a chegada. 

Secretário-executivo de Desenvolvimento Econômico da Sedecti, Gustavo Igrejas (Foto: Bruno Leão/Sedecti)

O primeiro navio de cargas a atracar no Porto Chibatão, no bairro Colônia Oliveira Machado, zona Sul de Manaus, foi o Aristole (Mercosul CMA CGM), vindo de Fortaleza, que chegou às 18h desta quarta-feira (22/11). Já para quinta-feira (23/11), estão previstos os atracamentos de navios vindos de São Paulo, Porto de Santos e de Pernambuco, Porto de Suape. As embarcações trazem também insumos para indústrias do Polo Industrial de Manaus. 

Ainda nesta semana, na sexta-feira (24/11), serão embarcados mais de 507 contêineres cheios, que serão exportados com produtos da Zona Franca para outros locais, totalizando o movimento nos rios por navios de mais de 900 contêineres.

Dragagem  

Ainda em outubro, o serviço de dragagem emergencial, um processo que auxilia na remoção de sedimentos, como terra, areia, rochas e lixo, dos rios, foi iniciado para facilitar o escoamento de cargas e produtos da região, bem como o transporte de pessoas no Amazonas. Em ritmo acelerado, o trabalho, realizado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), começou após pedido do governador Wilson Lima ao Governo Federal para dar suporte ao Amazonas diante do agravamento da estiagem.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido Jonas Santos (92) 99229-8831