Comitê Anticorrupção reúne com Dom Leonardo e apresenta ações estratégicas para eleições limpas e transparentes em 2024

Compartilhe

O encontro reuniu representantes de entidades da Sociedade Civil, com a participação do cardeal da Amazônia, Dom Leonardo Steiner

Comitê Amazonas de Combate à Corrupção - CACC (Fotos: Assessoria de Imprensa/Cúria Metropolitana)

 

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – Com a finalidade de montar estratégias e ações objetivando garantir eleições limpas e transparentes em 2024, o Comitê Amazonas de Combate à Corrupção – CACC, na manhã desta terça-feira(11) reuniu seus membros, representantes de entidades da Sociedade Civil, na sede da Cúria Metropolitana da Arquidiocese de Manaus, com a participação do cardeal da Amazônia, Dom Leonardo Steiner.

Dentre as entidades que compõem o Comitê está a Arquidiocese de Manaus, visto que a Igreja Católica assume o papel educativo nesse momento de escolha dos seus representantes, a fim de que, de forma consciente, possam eleger os candidatos (as) que olhem para as necessidades reais da cidade, conforme explica o coordenador de Pastoral da Arquidiocese, padre Geraldo F. Bendaham.

A participação da Arquidiocese no CACC é educativa, explicou o cardeal Dom Leonardo. Ele recomendou a união do Comitê com outras entidades da sociedade civil para a produção e a distribuição de panfletos que possam orientar sobre a importância do voto consciente e denunciar os malefícios da compra de votos à população, aos dos governantes e à democracia em Manaus e no Brasil.

Conforme o representante da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/Amazonas, o advogado Cassius Clei Aguiar, foram tratados diversos pontos, “além do lançamento de uma cartilha contra a compra de voto, o Comitê vai construir um documento com propostas que apontem soluções para resolver os principais problemas da cidade de Manaus, como o transporte público e o saneamento básico, por exemplo”, disse ele.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Amazonas, Wilson Reis, destacou a importância da campanha do Comitê contra a compra de votos e o combate permanente às fake news. “Eleições limpas, voto consciente e combate às fakes news e à compra de votos nas eleições, são importantes para a realização de um pleito político com equilíbrio e justo”, defendeu.

Além do cardeal Dom Leonardo Steiner, participaram da reunião representantes da sociedade civil, como Alexandre Caria, do Conselho Regional de Contabilidade – CRC/AM; Wilson Reis, do Sindicato dos Jornalistas AM e Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj; Carlos Santiago, presidente da Comissão de Reforma Política da OAB/AM; advogado Cassius Clei, da coordenação de comissões da OAB AM; a  advogada Larissa Lemos, do Grupo de Trabalho (GT) de Combate à Violência Política de Gênero; o advogado Laemanuel lemos, da Comissão de Reforma Política da OAB AM; o economista Waldeney Travassos, do Corecon; e os religiosos, frei Paulo Xavier e padre Geraldo F. Bendaham.

LEIA TAMBÉM


Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *