AM: Iranduba e Tabatinga entre as 100 cidades mais violentas da Amazônia

Tabela do relatório Cartografias da Violência na Amazônia apresentou o número de mortes em cidades com até 100 mil habitantes

Entrada da cidade de Iranduba (AM) (Foto: Adneison Severiano/G1)

DEAMAZÔNIA MANAUS, AM – Os municípios de Iranduba – na Região Metropolitana de Manaus – e Tabatinga – na tríplice fronteira, ambos no interior do Amazonas, constam na relação das 100 cidades mais violentas da Amazônia, no triênio 2020/2022.

As taxas variam de 50,9 a 128,6 mortes por grupo de 100 mil habitantes.

Os dados são do relatório Cartografias da Violência na Amazônia, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) e do Instituto Mãe Crioula, com base em números das secretarias estaduais de Segurança Pública e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Na 12ª posição, Iranduba aparece na lista com uma taxa média de mortes de 89,2 por 100 mil habitantes. A cidade tem uma população de 61.163 pessoas e possui a presença dominante de facções criminosas.

Já Tabatinga, em 25º lugar, tem a taxa média de mortes de 74,4 por 100 mil habitantes, segundo a Cartografia.

A cidade fica localizada na tríplice fronteira Brasil-Peru-Colômbia, área de fluxo do narcotráfico.

Manaus, capital do estado, não aparece na lista, devido ter uma população de mais de 2 milhões de pessoas.

Confira lista completa das cem cidades mais violentas da Amazônia Legal:

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Conteúdo Protegido Jonas Santos (92) 99229-8831